Postado em 26/09/2014 - 03:46

O agronegócio brasileiro : analise das principais commodities

Este artigo busca contextualizar o agronegócio brasileiro, tendo como base sua

formação histórica no Brasil. São analisadas as principais commodities: açúcar,

soja, milho e carne(grãos e carnes), buscando os resultados mais atuais que

evidenciam a importância do setor agropecuário na economia nacional. neste

processo procura-se traçar o perfil de como vem se sustentando a evolução

das exportações dos produtos como milho, soja e carnes dando destaque para

as carnes bovina e de frango. No final, abordam-se as projeções os próximos

dez anos para os principais produtos agroalimentares.

   
   
      
   
   
Baixar
arquivo:
Postado em 22/08/2014 - 03:58

CASTANHA NA ROÇA: SINERGIA ENTRE AGRICULTURA E EXTRATIVISMO EM UMA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO DE USO SUSTENTÁVEL – RESEX CAJARI

Este trabalho busca evidenciar a sinergia entre agricultura e extrativismo, demonstrando que existe um potencial produtivo de castanha da amazônia em áreas de roças e capoeiras provenientes da agricultura itinerante, que podem ser conduzidas como sistemas agroflorestais (SAFs). A partir do levantamento realizado em 14 comunidades da RESEX, foram inventariadas 90 áreas provenientes da agricultura com diferentes períodos de pousio. Dessas, 42 são capoeiras "abandonadas" e 48 são áreas que foram selecionadas, em 2012, para a agricultura. Nessas áreas foram encontradas 1.445 castanheiras (cast), a maior parte jovens, gerando uma densidade aproximada de 13 cast ha-1. A densidade nas capoeiras abandonadas foi de 17 cast ha-1 e nas capoeiras em cultivo foi de 8 cast ha1, confirmando que os castanheiros optam por colocar a roça em áreas com menor regeneração de castanheiras. Do total de castanheiras inventariadas, 7,4% são comprovadamente produtivas e muitas ainda não produzem frutos, mas já apresentam floração. Em algumas dessas áreas de capoeiras, os castanheiros já fazem a coleta dos ouriços. A interação, bem como a troca de conhecimento com os agroextrativistas, proporcionou uma compreensão melhor da realidade local e facilitou a realização do trabalho. A maior densidade de regenerações de castanheiras e maior crescimento nas áreas usadas para agricultura itinerante, do que dentro na floresta madura, justifica o manejo dessas áreas como se fossem SAFs, com a manutenção das castanheiras jovens no meio do roçado para formação de futuros castanhais.

   
   
      
   
   
Baixar
arquivo:
Postado em 30/07/2014 - 16:13

EFEITO DE REGULADORES DE CRESCIMENTO NA DIFUSÃO DE GASES E NO METABOLISMO DE MAÇÃS 'BROOKFIELD' EM ARMAZENAMENTO EM ATMOSFERA CONTROLADA

O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de reguladores de crescimento na difusão de gases e no metabolismo de maçãs 'Brookfield', e determinar sua correlação com características dos frutos armazenados em atmosfera controlada. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repetições. Após oito meses de armazenamento, os efeitos de água (controle), aminoetoxivinilglicina (AVG), AVG + ethephon, AVG + ácido naftalenoacético (ANA), ethephon + ANA, somente ANA, 1‑MCP, absorção de etileno por permanganato de potássio (ABS), AVG + ABS, e de AVG + 1‑MCP – aplicados em diferentes doses e épocas – foram avaliados sobre: taxa de difusão de gases, produção de etileno, taxa respiratória, concentração interna de etileno, concentração interna de CO2, polpa farinácea e espaço interno. Frutos dos tratamentos controle e ANA sozinha aprsentaram a maior ocorrência de polpa farinácea. Os reguladores de crescimento modificaram significativamente a difusão gasosa pela polpa de maçãs 'Brookfield', principalmente no tratamento AVG + ABS, que manteve a maior taxa de difusão de gases. A aplicação de ANA no campo, com ou sem outro regulador de crescimento, acelerou o metabolismo de amadurecimento, pelo aumento na produção de etileno e na taxa respiratória, e reduziu a difusão de gases durante a vida de prateleira. Aplicação de AVG não evita o efeito do ethephon durante o amadurecimento, reduz o espaço interno e a ocorrência de polpa farinácea, mas não é capaz de induzir a produção de etileno ou de aumentar a taxa respiratória.

   
   
      
   
   
Baixar
arquivo:
Postado em 16/07/2014 - 13:21

RECURSOS HÍDRICOS, AGRICULTURA IRRIGADA E MEIO AMBIENTE

Reconhece-se cada vez mais a crescente falta de água para irrigação e outros usos. Também, está-se consciente de que, por sua irregular disponibilidade, a qual varia marcadamente ao longo do ano, de ano a ano e de região a região, o uso da água de forma contínua e indefinida torna-se impossível. Autores: Vital Pedro da Silva Paz, Reges Eduardo Franco Teodoro, Fernando Campos Mendonça
   
   
      
   
   
Baixar
arquivo:
Postado em 16/07/2014 - 13:18

RELAÇÕES ENTRE AGRICULTURA ORGÂNICA E AGROECOLOGIA: DESAFIOS ATUAIS EM TORNO DOS PRINCÍPIOS DA AGROECOLOGIA

Neste artigo, exploramos a relação entre Agroecologia e Agricultura Orgânica. O debate na comunidade científica em alguns países e a análise das posições ou discursos de pesquisadores e artigos apontam para distintas combinações, trocas e interações entre a Agricultura Orgânica e Agroecologia. Autores: Lucimar Santiago ABREU, Stéphane BELLON, Alfio BRANDENBURG, Guillame OLLIVIER, Claire LAMINE, Moacir Roberto DAROLT, Pascal AVENTURIER
   
   
      
   
   
Baixar
arquivo:
Postado em 16/07/2014 - 13:14

AGRICULTURA E SUSTENTABILIDADE - CONTEXTO, DESAFIOS E CENÁRIOS

Este artigo reflete sobre os desafios e as condições sociopolíticas para a consolidação da agricultura sustentável, concluindo com a apresentação e breve discussão de três cenários para sua efetivação. Autores: Maria Leonor Lopes Assad e Jalcione Almeida

   
   
      
   
   
Baixar
arquivo: