A A
Economia
Postado em 08/10/2018 - 15:42

Queijo d’Alagoa-MG: Empreendimento de sucesso contribui com desenvolvimento local de Alagoa, em Minas Gerais

A tradição de produzir queijo em Alagoa é centenária, por volta de 1920 o italiano Paschoal Poppa deu início à produção que marcou o rumo da história do pequeno município, no sul de Minas Gerais. Por longos anos o queijo era escoado apenas num raio de 200km chegando no Rio de Janeiro e em algumas cidades do Vale do Paraíba-SP. Somente nos últimos anos o queijo saltou de vez as fronteiras mineiras e ultrapassou as montanhas altas e frias da Mantiqueira e tem chegado cada vez mais longe.

Em novembro de 2009, o empreendedor Osvaldo Martins de Barros Filho teve uma brilhante ideia: vender queijo pela internet sendo pioneiro na venda de queijo pela web no Brasil,numa época que a internet discada estava dando lugar para a internet rádiono município.

Com o apoio do SEBRAE-MG este empreendimento inovador recebeu instruções sobre plano de negócios e comércio eletrônico. Através da capilaridade dos Correios a logística é garantida em todo território nacional. Atualmente, o contrato  de postagem que a Queijo d’Alagoa-MG  tem com os Correios ajuda a manter a Agência aberta na cidade. Além dos Correios, o transporte também é feito por transportadoras. Dependendo da região o queijo chega de avião, como é o caso dos queijos enviados para o Borges Queijos Artesanais em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

O negócio começou pequeno, mas em 2013 destacou-se no cenário estadual. A QUEIJO D’ALAGOA-MG foi finalista e vencedora, do Prêmio de Empreendedorismo e Inovação José Costa concedido pela Fundação Dom Cabral e Diário do Comércio recebendo o Troféu Modesto Araújo.

Além de comprar o queijo pelo site e seguir nas redes sociais, os clientes começaram a viajar até Alagoa para buscar o queijo e viverem o turismo de experiência. Este movimento garantiu o Prêmio MG Turismo em 2014 à QUEIJO D’ALAGOA-MG entregue em Belo Horizonte. Outros prêmios marcaram os anos seguintes, mas o divisor de águas aconteceu em 2017.

Em Junho de 2017, a convite da FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) o alagoense Osvaldo Filho realizou uma missão técnica na França e participou do Mondial Du Fromage, onde o Queijo Alagoa Grande do produtor parceiro Márcio Martins de Barros recebeu medalha de bronze, destacando-se dentre mais de 600 queijos de 42 países.

No mesmo ano, o Queijo Faixa Dourada, também produzido pelo Sr. Márcio e dona Dirce, maturado pelo Osvaldo, recebeu o Troféu Super Ouro no III Prêmio Queijos Brasil, sendo considerado o Melhor Queijo Artesanal de Leite Cru do Brasil, distinguindo-se de 403 queijos de norte a sul do país.

E não parou por aí, em Abril de 2018 a QUEIJO D’ALAGOA-MG trouxe para Minas Gerais o Prêmio Melhores do Ano realizado pela Revista Prazeres da Mesa.Todos estes prêmios lotam a parede da loja na Rua José Luiz de Siqueira, no Centro de Alagoa. Até então a terra do queijo não tinha uma loja especializada e focada em queijos artesanais. Depois da inauguração da primeira loja da Queijo d'Alagoa-MG em surgiram mais lojas. Hoje o município conta com 6 lojas de queijo.

O senhor Márcio Martins de Barros, da Fazenda 2M no Bairro Companhia conta a dificuldade que enfrentavam antes de se tornarem parceiros da QUEIJO D’ALAGOA-MG. “Era muito difícil. Muito difícil mesmo. O preço ficava oscilando e era a conta das despesas. Um dia, num  momento complicado, procurei o Osvaldinho e implorei para ele comprar meu queijo. De lá pra cá, nossa vida melhorou muito. Hoje somos valorizados. Temos importância. O queijo foi pra França. Pra tudo quanto é lado. Construímos uma queijaria nova. Agora estamos trocandoo telhado e reformando nossa casa e estamos pensamos de trocar de carro. Toda noite rezo pelos meus filhos e pro Osvaldinho também!” relata Márcio.

Sua esposa, a mestre queijeira Dona Dirce, que faz queijo desde quando era solteira relata: “Foram muitas tentativas, com vitórias e derrotas, trabalhamos em família por uma vida inteira com um único objetivo de fazer o queijo cada dia melhor, sempre com muito amor e dedicação. Ao firmarmos parceria com a Queijo d'Alagoa-MG nosso queijo foi reconhecido internacionalmente, ganhando uma medalha de bronze na França, e reconhecido como o melhor queijo do Brasil em um concurso em São Paulo, entre outros prêmios”. E dá uma dica de ouro: “Construir sucesso exige muito trabalho, dedicação, amor, disciplina e paciência. Hoje me sinto no grupo das mulheres que vêm vencendo os obstáculos. As dificuldades são diárias, o mau tempo, o cuidado com o gado. Mas ter um produto de qualidade, me faz querer sempre fazer o melhor.”

E os benefícios não se limitam aos produtores parceiros da QUEIJO D’ALAGOA-MG. Vão além e estão contribuindo para o desenvolvimento local.

"Sem dúvida que o reconhecimento do queijo de Alagoa, que por sinal demorou muitos anos para chegarmos a esta conquista, vem ajudando e muito a economia de nossa cidade. Diante desse aumento de fluxo de veículos, particularmente venho investindo na parte visual do posto e da loja. E estamos procurando a melhorar nosso atendimento mediante a esse público diferente que está movimentado nossa querida Alagoa”relata José Lafaiete Corrêa, da Tulio Auto Peças e do Posto de Gasolina Delfim.

Outro setor fortemente beneficiado é a rede de pousadas. Quem confirma isso é a Iracélia Mendes de Siqueira, da Pousada Flores da Mantiqueira: “A divulgação do queijo feita pela empresa Queijo d’Alagoa-MG através da internet e de outros meios de comunicação vem alavancando muito a economia do município em todos os setores. Eu, como proprietária de pousada, venho acompanhando o número crescente de turistas que procuram hospedagem para vir conhecer Alagoa, e é claro, comprar queijos. Me ligam pra fazer reserva e dizem que conhecem e seguem pelo instagram do Osvaldinho. Os hóspedes contam que já compraram pelo sedex e que agora querem vir pra vivenciar a produção.”

Num curto espaço de tempo, através da Rota do Queijo e do Azeite a QUEIJO D’ALAGOA-MG recebeu 3 ônibus com turistas de São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro que viajaram até Alagoa para conhecer a produção do queijo e do azeite, com direito à degustação orientada e almoço mineiro.

Outro depoimento vem do filho do Sr. Ademir Mendes de Andrade, tradicional produtor do Queijo Artesanal de Alagoa 3R, também parceiro da QUEIJO D’ALAGOA-MG. Rafael de Souza Andrade, além de ser dono da loja "Casa Joana", onde vende rações parar gatos, cães, pássaros, ferramentas e utensílios diversos é também pequeno produtor de leite e relata: “Não posso deixar de testemunhar o quão é importante o trabalho da Queijo D'Alagoa-MG está sendo para o desenvolvimento local, levando o nome da nossa cidade  Alagoa, e do nosso principal produto: o Queijo Artesanal Alagoa, a ser conhecido em todo o canto do mundo, através do seu pioneirismo em vender queijo pela internet. E assim atraindo muitos visitantes para nossa cidade. Visita destes que vem aquecendo o comércio local, não só com o comércio de queijos, mas de todos os seguimentos. Então a única coisa que posso dizer é muito obrigado a Queijo D'Alagoa MG pelo seu excelente trabalho.”

A Queijo d’Alagoa-MG é prova que “fé em Deus e queijo na tábua” – como diz uma das #frasesqueijísticas da empresa – resulta num trabalho constante feito com muito amor e carinho que está trazendo benefícios para o município.

Fonte: SISTEMA FAEMG