A A
Economia
Postado em 09/10/2018 - 16:08

Alta do real fortalece o açúcar nas bolsas internacionais

Em Nova York, os contratos futuros para março/19 fecharam em 12.94 centavos de dólar por libra-peso, alta de 31 pontos. Na tela maio/19 os papéis foram firmados em 13.07 centavos de dólar por libra-peso, alta de 32 pontos. Os demais vencimentos valorizaram entre 22 e 29 pontos cada.

Em Londres os contratos futuros do açúcar branco, com vencimento para dezembro/18 fecharam em US$ 350,20 a tonelada. Os contratos para março/19 foram negociados em US$ 353,90 a tonelada. Todos os vencimentos valorizaram 4,40 dólares, com exceção de outubro/19 que subiu 4,50 dólares.

O jornal Valor Econômico de hoje, destacou que a valorização da commodity é fortalecida pela alta do real ante o dólar. Com isso, os contratos futuros do açúcar alcançaram ontem o maior valor desde março na bolsa de Nova York.

São Paulo

O indicador Cepea/Esalq para o açúcar cristal, estado de São Paulo, fechou praticamente estável em R$ 63,12/saca de 50 kg, registrando variação positiva de 0,02%.

De acordo com o Cepea, a movimentação na primeira semana de outubro esteve calma no spot, com as negociações envolvendo maiores quantidades do cristal apenas em casos pontuais. Muitas usinas retiraram suas ofertas do mercado, devido à alta nos preços externos do demerara ao longo da semana e também por estarem com os estoques de açúcar comprometidos. A busca pelo cristal para pronta entrega também não esteve muito elevada.

Etanol

Pelo índice Esalq/BM&F o etanol hidratado fechou em alta na segunda-feira. O metro cúbico do biocombustível foi vendido a R$ 1.891,50, alta de 1,12% no comparativo com a sexta-feira.

Fonte: Portal do Agronegócio